IMPORTANTE!!!

Nascemos, crescemos e vivemos como se a vida fosse apenas um pequeno espaço de tempo que temos para cumprir aqui na terra. Vivemos em busca de um dia melhor , mais interessante que o outro, corremos em busca muitas vezes de alegria, de sucesso, de fama, de uma vida profissional; bem sucedida. Ou simplesmente de viver cada dia como se fosse o ultimo de nossas vidas. Curtir, sair para se divertir, correr, pular, correr, dançar enfim viver correndo para tudo como se não houvesse o futuro a nos esperar. Nos enganamos se pensamos ou vivemos assim, existe um futuro que pode ser eternamente bom ou eternamente ruim, isso só depende do caminho que eu e você procuramos seguir hoje. A Vida como um jardim, que hoje as flores nascem, florescem e amanhã murcham e cai. Mas existe um amor que nos faz viver e eternamente bem, existe um lugar onde as flores não morrerão, onde não haverá cansaço, não haverá nem correria, um lugar onde o senhor preparou para nóis ao seu lado vivermos. Jesus no quer que você deixe de viver. Corra, brinque, se alegre, sorria, seja um jovem feliz, mais lembre-se que você pode ser assim e ter um futuro muito melhor com Jesus na sua vida. Porque Jesus morreu para que nós tenhamos vida e vida com abundância no Senhor. Jesus ama você. Aceite o desafio de conhecer e viver com Jesus.

ATENÇÃO.

ESCLARECIMENTO: ESTE BLOG NÃO TEM A INTENÇÃO DE JULGAR NENHUM TIPO DE CRENÇA OU RELIGIÃO, E SIM LEVAR O CONHECIMENTO E A INFORMAÇÃO AO POVO DE DEUS, E AS PESSOAS, DAS COISAS QUE ESTÃO ACONTECENDO NA INTERNET E NO MUNDO. MUITAS COISAS AQUI PODEM NÃO SEREM VERDADE, POIS TEMOS QUE ANALISAR AS COISAS, E VER O QUE ESTÁ CORRETO OU NÃO. JESUS DISSE: PROVAI DE TUDO E RETEM O QUE É BOM. TAMBÉM DISSE: MEU POVO PERECE POR FALTA DE CONHECIMENTO. E EU DIGO: CONTRA FATOS, NÃO HÁ ARGUMENTOS. PEÇO AOS IRMÃOS QUE OREM POR NÓS.
QUE A PAZ DE JESUS ESTEJA COM TODOS.

Pastor é preso por abuso sexual contra meninas que tiveram genitália tocada com óleo de unção.



Um pastor de 53 anos está preso desde quinta-feira (28) por suspeita de abuso sexual a jovens frequentadoras de uma igreja evangélica do Jardim Redentor, em Franca (SP). A prisão preventiva de José Elias da Cruz foi decretada a pedido da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), após receber denúncias de que o líder religioso se aproveitava das jovens – dentre elas duas adolescentes de 12 e 15 anos - enquanto realizava ritos espirituais em suas casas. O inquérito policial sobre o caso deve ser concluído em dez dias antes de ser apresentado ao Ministério Público. O pastor, que vive em Franca, mas é de Itaú de Minas (MG), nega as acusações.

Segundo a delegada Graciela Ambrósio, Cruz foi denunciado pelo pai das duas adolescentes depois que uma delas supostamente estranhou o modo como ele agia durante um rito em que prometia libertação espiritual. Ele alegou que o pastor passava a mão nos seios e no órgão genital delas durante uma unção com óleo, segundo Graciela.

“A família tinha uma relação de confiança com o pastor. As meninas frequentavam a igreja de segunda a domingo e ficavam em casa sozinhas ou iam para o grupo de oração na casa do pastor. Ele falava que tinha o dom de tirar o espírito da sensualidade”, disse.

De acordo com a delegada, a mais jovem das vítimas, de apenas 12 anos, era submetida ao mesmo rito desde o ano passado, mas apenas confirmou as denúncias depois que a irmã mais velha, de 15 anos, teve a mesma experiência. “Ele encontrava as meninas sozinhas, levava para o quarto, usava um óleo e falava que era para ungir. Com a menina de 12 anos era desde outubro do ano passado. Na última sexta-feira (22), também fez com a menina de 15. Então ela achou que não estava certo e contou para o pai dela.”

Desde o início das investigações sobre o caso, a DDM obteve denúncias de outras duas jovens, de 21 e 22 anos, que também disseram terem sido abusadas por Cruz. Graciela afirmou que até a conclusão do inquérito tentará descobrir outras possíveis vítimas. “As outras duas confirmam que ele fez a mesma coisa”.

No inquérito policial, o pastor é investigado por estupro de vulnerável, no caso da adolescente de 12 anos, e por posse sexual mediante fraude, no caso das outras três denunciantes.

Pastor nega denúncias

Procurado pelo G1, o advogado de defesa do pastor, Brás Porfírio Siqueira, afirmou que Cruz nega todas as alegações contra ele. Ele disse que aguarda o encerramento do inquérito para entrar com pedido de liberdade provisória. Caso não consiga, encaminhará à Justiça uma solicitação de habeas corpus. ”O pastor não fez nada. Ele nega todos os fatos. É a acusação delas contra a palavra dele”, afirmou Siqueira.

fonte;
http://libertosdoopressor.blogspot.com.br/

Nenhum comentário: